Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora
Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora

Os distúrbios do sono atingem cerca de 45% da população mundial, dado alarmante, pois o sono é essencial para que o organismo possa descansar e manter saudáveis todas as funcionalidades do corpo.

Ter problemas para dormir no ritmo que o mundo está hoje tem sido algo normal, mesmo que não haja distúrbios diagnosticados, a dificuldade para dormir é algo recorrente em muitas pessoas devido às preocupações e os compromissos diários.

Entretanto, cada pessoa precisa estar atenta às possíveis alterações do sono que possa ter.

5 distúrbios do sono mais conhecidos

Listarei alguns distúrbios do sono que às vezes muitas pessoas já ouviram falar, mas não sabem bem dizer a definição e como ocorrem.

Apneia do sono

Aparentemente, a princípio, esse problema não não gera uma dificuldade para dormir, mas pelo motivo de muitas vezes não ser diagnosticado.

A apneia é quando acontece uma interrupção respiratória durante o sono. Isso pode gerar estresse ao corpo, sonolência durante o dia, dores de cabeça e também outras doenças pela falta de oxigenação no organismo.

As paradas respiratórias são curtas, mas causam muitas complicações.

Quem tem esse distúrbio do sono geralmente acorda várias vezes durante à noite, ronca e sente que a noite não foi suficiente para descansar.

Bruxismo

Ele é quando a pessoa range os dentes durante à noite, mas em alguns casos pode acontecer ao longo do dia.

Esse transtorno pode gerar grande dificuldade para dormir, pois o atrito criado por ele nos dentes não só apenas causa desgaste dentário, como também causa dores de cabeça e dores na mandíbula.

Insônia

Tratada frequentemente nesse blog, é um dos distúrbios do sono mais comuns entre as pessoas.

Insônia é quando existe a dificuldade de começar a dormir ou de se manter dormindo por um período de tempo satisfatório.

Vale ressaltar que essa dificuldade para dormir só é considerada como insônia quando passa a ser rotina diária de um indivíduo, ou quando mantém uma alta incidência no período de três meses.

Paralisia do sono

É quando a mente acorda, mas o corpo não.

Há um delay, nesse processo do despertar. O normal é que a mente e o corpo acordem juntos, mas quando a mente acorda antes a pessoa fica consciente, ouvindo e vendo tudo, entretanto fica incapaz de se movimentar.

Os relatos de quem passa ou passou por isso são de medo e angústia por se sentirem como se estivessem mortos.  

Ronco

Ele gera grandes alterações do sono, não só para quem possui esse distúrbio, mas sim para quem está próximo de quem ronca.

Acontece quando o ar passa pelas vias aéreas com algum problema. O som é gerado e pode impedir de que seja alcançado o sono restaurador.

Ele pode ser o sintoma de outros distúrbios do sono também, mas é bastante normal que ocorra isoladamente.

Existem terapias não invasivas, mas pode ser necessário algum procedimento de desobstrução das vias respiratórias.

Não tenha mais problemas para dormir

Sempre fique atento a todas as alterações do sono que você, ou quem esteja perto, possa ter.

Não ter boas noites de sono pode gerar grandes problemas físicos e emocionais. Quando diagnosticados há tratamentos.

Cuide-se para cada vez ter mais boas noites de sono aproveitar por completo a vida.

 

Por Jean Araújo


Leia também: A falta de sono e o TDAH

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here