Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora
Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora

Não é segredo a ninguém que a ansiedade, Insônia e depressão são os grandes males do século.

As doenças que mais matam não são essas em dados, entretanto vale ressaltar a  dificuldade do diagnóstico, uma vez que muitos que sofrem com elas sentem-se, muitas vezes, sem vontade e força para procurar um tratamento adequado.

Segundo o Estadão, em uma matéria publicada em 2009, era estimado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que em 2030 a depressão seria a doença mais comum em todo o mundo.

Essa matéria publicada há oito anos, mostra amplitude do problema que já era analisado, e hoje continua a crescer.

Na site Isto é, uma página própria diz “De acordo com a OMS, a depressão é a doença que mais contribui com a incapacidade no mundo”. Conta ainda que esse mal causa mais de 8000 mil casos de suicídio por ano.

Como a ansiedade, insônia e depressão podem caminhar juntas, podemos considerá-las como as doenças mais comuns hoje.

Neste artigo veremos algumas formas para melhorar a qualidade de vida e diminuir a probabilidade de desenvolver essas doenças.

Cuide-se para não desenvolver as doenças mais comuns existentes

Neste Blog, já vimos diversos artigos reportando a importância de cuidar da saúde para não desenvolver a insônia.

Essa é uma atitude realmente relevante, a pessoa com problemas para dormir fica incapacitada de ter uma boa vida, e consequentemente está propensa a desenvolver a depressão e ansiedade.

Como já visto, uma pode ser a causa da outra, e se prevenir contra uma, apenas elevando a qualidade vida, pode ser a solução para todas.

Essas doenças são muito sérias, não é como uma gripe que pode ser tratada em casa apenas, entretanto não quer dizer que devemos deixar nos cuidar.

Saia da vida urbana para livrar-se das doenças mais comuns

Os grandes centros populacionais nos trazem comodidade, praticidade, rapidez e informação rápida. Mas, também são grandes domos de doenças e estresse.

Quem vive nas cidades, e nela trabalha, percebe que o grande aglomerado de pessoas faz com que doenças como a gripe, e virose sejam propagadas rapidamente.

Elas, não são as únicas, a ansiedade, insônia e depressão, tendem a alcançar àqueles moradores dessas cidades. O estresse cotidiano do trânsito, chefe e contas, acumulam em um combo de super saturação de tensão, ultrapassando a capacidade humana, surgem essas doenças.

A natureza como forma de não estresse

A natureza possui a capacidade de nos fazer sentir bem, mesmo quem não prefere os centros urbanos para viver sabe o quanto pode ser relaxador sentar-se em um ambiente calmo e livre de qualquer caos.

Pesquisas feitas pela Universidade de Stanford, apontam que caminhar 90 minutos por dia em meio à natureza diminui a atividade neural em áreas do cérebro que estão relacionadas com doenças mentais – segunda a Veja.

Quem sai da rotina pesada começa novos hábitos, ainda que durante poucas horas do dia, consegue diminuir os níveis de ansiedade, o sono se torna melhor e os pensamentos ruins diminuem.

Por Jean Araújo


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here